quinta-feira, 31 de março de 2011

Preços baixos atraem brasileiros às universidades de Portugal

Estudar em Portugal torna-se mais barato se comparado com as instituições privadas brasileiras.
Atrás desse atrativo, diversos brasileiros estão fazendo como eu fiz no ano passado.
Principalmente no nível de mestrado.
É bom lembrar que toda pós-graduação feita fora do Brasil não é reconhecida em terras tupiniquins automaticamente, é necessário solicitar ao MEC a sua aprovação.



A minha experiência com a Universidade Lusófona de Lisboa não foi alinhada às minhas expectativas.
Eu, que sou formada por uma instituição privada de excelente qualidade, a Universidade Anhembi Morumbi, tive a esperança de encontrar algo igual ou melhor em Lisboa.

Diversos motivos fizeram-me escolher a Lusófona e outros motivos fizeram-se sair dela.
Então, fique atento:


1. Atenção à publicidade. Tome referências de pessoas reais.
Escolhi a Lusófona baseada em sua publicidade, que levava a acreditar que alunos estrangeiros lusófonos (que falam português) eram muito bem-vindos. Engano meu. A administração não estava preparada para receber estrangeiros e tive muita, mas muuuuita dificuldade em me matricular e comunicar-me de São Paulo com Lisboa.
O programa de estudo divulgado não foi cumprido e o valor cobrado pelo curso foi além do divulgado.
Eu errei em não conversar com pessoas que estudaram ou conheciam a Lusófona e confiei na publicidade. Não cometa o mesmo erro.

2. Não subestime o ensino brasileiro.
Sou formada em hotelaria pela Universidade Anhembi Morumbi e resolvi fazer o mestrado em turismo pela Lusófona. Esperava ter um grande acréscimo as minhas qualificações académicas por estudar num país europeu. Errei novamente. O ensino que tive no Brasil foi completíssimo e o corpo académico muito mais atencioso do que encontrei em Portugal. Posso afirmar que estamos muito a frente na área de turismo do que muitos países por aí.

3. Aproveite para aprender ao máximo
Estudar em outro país é maravilhoso se você conseguir aproveitar ao máximo essa oportunidade. 
Faça amizades, pergunte, seja curioso (sempre com respeito) e absorva todo conhecimento que é gerado em sala de aula e fora dela. Você aprenderá muito mais do que está no cronograma das aulas.



Tive muitos contratempos com a Universidade Lusófona devido a falta de organização administrativa.
O corpo docente foi excelente, o conteúdo oferecido abaixo das minhas expectativas e a gestão péssima. 
O que me fez parar o curso do mestrado na parte da pós-graduação.
Eu não recomendo a Lusófona para o curso de Turismo.

Mas entre mortos e feridos, ainda considero 
a experiência de estudar em Portugal muito positiva
Afinal, todo o conhecimento a nível pessoal e esse contato com o mundo académico fora do meu país de origem, fez-me valorizar a bagagem cultural e profissional que trouxe do Brasil e continuar a estudar em Portugal (em outra instituição, claro).


Para você que pensa em estudar em Portugal ou qualquer outro país, vale a pena:

1. Perguntar, pesquisar, planejar... reúna o máximo de informação possível antes de tomar sua decisão.
2. Ter coragem... as diferenças, a adaptação, o clima, tudo isso influencia diretamente na sua felicidade. Tenha coragem e livre-se de medos e timidez.
3. Saber onde vai morar. É impossível estudar sem estar devidamente alojado. Encontre sua casa.

Mais detalhes sobre estudo em Portugal no UOL.


2 comentários:

  1. Infelizmente, o mesmo se passou comigo, mas na UMinho (Mestrado). Em um Mestrado, tive conteúdos que já tinham sido abordados no segundo semestre da minha Licenciatura no Brasil (e olha que foi há 10 anos atrás). Li um livro de um professor que tentava traçar paralelos com o Brasil (mas cheio de erros de história, datas, acontecimentos). Mas o apoio aos estudantes é bom, as instalações eram boas, tudo informatizado. Professores procuravam ser gentis e solícitos. Espero que um dia as coisas mudem (e para melhor). Bjs.
    Astrid

    ResponderExcluir
  2. As universidades privadas portuguesas são um LIXO e os seus cursos são desvalorizados por toda a gente.
    Quem quer estudar em Pt deve procurar Universidade Pública e escolher a mais prestigiada na área científica que pretende estudar.

    ResponderExcluir

Os mais lidos