quarta-feira, 16 de março de 2011

Quero comprar, posso?


Quero comprar e não tem ninguém para me vender. Entro na loja, uma bem grande com muitos produtos. Ninguém vem até mim. Tudo bem, a loja é bem organizada e consigo chegar até o produto desejado.

Perfeito, encontrei o que precisava. E agora?
O vendedor, um dos poucos ali existentes, diz que logo vem me atender. Espero, espero.
Até poderia pegar o produto e me dirigir ao caixa, mas como carregar um fogão sozinha?
Desisti.

Em outra loja, não desisti, meu amigo reclamou com o gerente pela falta de pessoas capazes de fazer um atendimento e uma venda. Fui atendida e muito bem. Comprei o fogão e mais um microondas que não estava nos planos. Fiquei feliz com a compra, mas perdi muito tempo e energia. Não voltarei nessa loja. Compro em outra.

Quero comprar – parte II

Quero comprar e para ajudar o comércio local, dou preferência a uma loja do bairro, que  não tem o produto que preciso em armazém. Compreendo a situação e volto no dia que supostamente seja recebido o produto. Sim, o produto chegou, mas já foi vendido. Ok!

Volto no outro dia, quando o produto chegaria na loja que funciona só até as 14h, pois é sábado. Chego as 11h. O vendedor não está lá e o produto também não. 
Desisto.

Vou a uma loja grande, fora do meu bairro, e compro o que preciso. Pelo mesmo preço e com a vantagem de ser bem atendida. Saí feliz e com o produto na mão.

Quero comprar – última parte

Quero comprar e só encontro o produto do mostruário. A vendedora, muita atenciosa, vai buscar o produto  no armazém, não o encontra, mas traz acessórios e faz um grande desconto. Eu nem queria aquilo, mas o esforço e a pró-atividade da jovem impulsiona-me ao consumismo, e compro. Feliz!


Isso tudo só para dizer...

A coisa ta feia para todo lado, mas se também, entregarmos os pontos e acharmos que tudo está perdido, aí que não teremos a menor chance de sobreviver a estes tempos. Nunca sabemos quando a oportunidade pode aparecer, mas se também não estivermos disponíveis e trabalharmos com vontade, será difícil mudar esta situação.

"Concentre-se nos pontos fracos.
Reconheça as fraquezas.
Agarre as oportunidades.
Proteja-se contra as ameaças." 

Sun Tzu


Um comentário:

Os mais lidos