sexta-feira, 22 de abril de 2011

5 Programas de Índio em Lisboa. 1ª Posição.

É hoje que saberemos qual é o maior programa de índio que pode-se encontrar na Terra dos Bules que Babam.

Essa lista foi baseada na experiência da autora que ficou com cara de banana nesse momentos que deveriam ser... inesquecíveis.

Então, em primeiríssimo lugar, está:



1. Fado vadio.
Muito cuidado com o fado. Em Lisboa você pode ter três experiências únicas:
Um bom fado, daqueles de arrepiar, num restaurante elegante com gastronomia fina. Fui com minha mãe no Café Luso e ela adorou!
Um bom fado vadio, daqueles de ficar boquiaberto, numa tasca típica. Minha experiência foi na Tasca do Chico, no bairro alto. Fui sozinha, sentei numa mesa com outros 5 turistas estrangeiros e 2 portugueses, onde ficamos todos maravilhados.
E um fado vadio, daqueles de chorar de tão ruim, num restaurante digno de “sem-comentários”. Já vi algumas apresentações em restaurantes, tascas diversas, em que fadistas que lá foram me deram vontade de chorar de tão ruim.

Então, atenção! Se for assistir o fado pela primeira vez, talvez seja interessante não poupar e deixar que bons fadistas, os profissionais mesmo, marquem sua memória com o que há de melhor da música portuguesa.




Outros programas a perder ainda surgirão por aqui. 
Acompanhe o Na Terra dos Bules que Babam e não deixem que o façam ficar com cara de banana como eu fiquei.

*  A expressão “programa de índio” é utilizada para referir-se à atividades nada interessantes, seus sinónimos são: entrar numa fria, roubada, pegadinha, perda de tempo.



Um comentário:

  1. Debora

    Gostei muito de visitar o seu Blog. Já sou uma seguidora. Parabéns.

    Um abraço

    ResponderExcluir

Os mais lidos