segunda-feira, 4 de abril de 2011

O Eléctrico 28 - Meu bondinho favorito

O primeiro lugar que conheci em Lisboa foi o largo da Graça com seu fabuloso Miradouro da Graça. Além da bela vista e ambiente acolhedor que só a Graça possui, o meio de transporte mais genuíno que passa ali perto é o eléctrico 28.

Muitas vezes subi e desci aquelas ladeiras admirando a arquitectura local e sentindo o ambiente, mas era no eléctrico que mais me divertia.
E acho que não sou a única que se diverte nesse transporte tão peculiar que ainda circula por Lisboa. Ele sempre está abarrotado de turistas excitados com suas câmaras em mãos. O circuito do 28 é o mais famoso e, na minha opinião, o mais bonito de ponta a ponta. Mas existem também o 15 que vai a Belém, além do 12, 18 e 25. O site da Carris, empresa que opera os eléctricos assim como os autocarros tem tudo bem explicadinho sobre preços e percursos.

Para conhecer Lisboa sempre recomendo passear no bondinho, como dizemos no Brasil, na carreira 28 desde o Jardim da Estrela até o Largo da Graça. É um delicioso passeio que oferece uma visão de Lisboa por um preço convidativo, €2,50 adquirido a bordo com o motorista ou €0,90 para portadores dos cartões Viva Viagem, 7 Colinas ou Lisboa Viva, adquirido mais facilmente em qualquer estação de metro.

Não obstante minha admiração pelo 28, o Diário do Tripulante tem histórias divertidas de quem pode descrever com toda propriedade sobre os eléctricos: seu motorista. O vídeo abaixo, extraído do seu blog, mostra a visão estrangeira do meu bondinho favorito.



Um comentário:

  1. Sim, o eléctrico 28 é também o meu favorito, sempre recomendo as minhas visitas para o usarem para conhecer Lisboa mas infelizmente também tenho sempre que alertar para ao usarem este eléctrico nunca deixarem carteiras nos bolsos de trás das calças e tomar muito cuidado com bolsas e mochilas.
    Infelizmente já é conhecida a fama dos carteiras (trombadinhas) que sempre fazem a festa com os turistas.

    ResponderExcluir

Os mais lidos