sexta-feira, 3 de junho de 2011

10 Mandamentos para quem pensa viajar


Para quem gosta de viajar, 
é ou já foi turista um dia.

Para os viajantes que acompanham os Bules.

Li, gostei e partilho com vocês.

Mandamentos Gira Mundo. Por Jorge Bernardes em Gira Mundo.





1. Mais vale uma viagem possível realizada do que uma de sonho no papel. Faça sempre a viagem que puder ser feita.


2. Não existe destino que não seja interessante, mas existe a melhor forma e época para apreciá-lo. E você precisa saber o que esperar.


3. Planejar a viagem é um prazer cheio de benefícios: você não perde tempo, nem desperdiça dinheiro, melhor ainda, ganha uma viagem mais interessante com um roteiro exclusivo e com seu estilo.


4. Antes só do que mal acompanhado. Bem acompanhado é melhor, mas se a companhia ideal não puder acompanhá-lo, vá sozinho. Funciona como terapia, é muito bom descobrir que sozinho a gente pode se bastar, além de que nem sempre o seu melhor amigo é bom companheiro de viagem. Algumas vezes, você vai descobrir isso numa viagem.


5. Não ao city tour e ao roteiro panorâmico. Excursões também devem ser evitadas ao máximo e restritas apenas às que incluem viagens temáticas, ecoturismo ou destinos muito delicados, exemplo: travessia do Himalaia pela Caxemira. Por sua vez, agentes de viagens são indispensáveis. Difícil é conquistar um como seu amigo.


6. Comer bem e dormir bem são programas fundamentais em qualquer viagem e não significa que dividir quarto de albergue quando se tem mais de 25 anos será a forma mais barata de se hospedar, nem que comprar uma refeição inteira no supermercado não represente o comer bem.


7. Todas as viagens merecem uma extrapolada o que a diretoria convencionou chamar de “desejinhos”. Indulge yourself.


8. Sempre haverá um imprevisto, o famoso “mico”. SEMPRE. Então, quando surgir, registre, mantenha o bom humor e morra de rir na volta.


9. Lembre-se de que só existe uma coisa mais bacana do que ser turista: ser viajante. Todo programa turístico pode ser feito com o olhar de um viajante. Aprofunde-se, prepare-se e você vai aproveitar mais. A diferença não está na questão de ser melhor ou pior, fazer certo ou errado, mas sim de achar a forma de viajar que combina mais com você. É isso o que diferencia, para mim, um turista de um viajante.


10. Uma viagem de trabalho não pode ser desperdiçada. Aproveite sempre e emende o seu compromisso com um roteiro de viagem. Sempre é possível, eu garanto.
 Jorge Bernardes

2 comentários:

  1. Há anos que tenho como objectivo um city tour num daqueles autocarros de 2 andares. Meio 'cafona' mas a visão deve ser diferente.
    Pelo menos os turistas, apesar de muitas das vezes já estarem meio tostados, tem um ar muito satisfeito!

    ResponderExcluir
  2. City tour sim!
    Apesar de já meio tostados, os turistas lá no alto do autocarro tem uma ar satisfeito e sorridente!

    ResponderExcluir

Os mais lidos