segunda-feira, 8 de agosto de 2011

O aeroporto de Lisboa. Como estão as coisas por lá para quem vai ao Brasil.

Passei pelo aeroporto de Lisboa no dia 12 de Julho, com destino a São Paulo. Meu voo foi pela TAP e, apesar de existirem muitas dicas sobre aeroportos, vale a pena partilhar alguns pontos com quem pensa em passar por lá também.

Para quem ainda não o conhece…
… o aeroporto é localizado a 7km do centro da cidade, com fácil acesso por transportes públicos (uma boa opção é o Aerobus). É o maior do país, com um tráfego que cresceu 26,7%, segundo a ANA.  Vale lembrar que em Lisboa há maior movimento, mas o aeroporto do Porto foi considerado o 2º melhor do mundo!

Para quem já conhece…
… fiquei surpresa com o acesso à área do check-in. Havia um bloqueio próximo aos guichés de embarque e somente os passageiros estavam autorizados a passar. Atenção meninas como eu: vocês que terão que levantar as malas e colocá-las nas esteiras. Não há homens fortes para ajudá-las, por isso, cuidado com o excesso de peso. No geral, achei essa acção positiva, pois era uma grande confusão nos balcões da TAP, com aquele monte de gente e seus montes de acompanhantes nas filas do check-in. Ficou mais tranquilo e mais rápido.

Passaporte e bilhete de embarque na mão…
… ta bem, não precisa segurar o dito cujo o tempo todo, até porque ninguém merece um passaporte todo suado com marcas de dedos, mas deixe-o de modo que fique fácil pegar e guardar novamente. Em Lisboa, você o apresenta em 5 momentos – no balcão de check-in da companhia aérea, na entrada da área de embarque, nos balcões da alfândega após a passagem pelo detector de metais, em outro balcão da alfândega mais distante e no momento do embarque propriamente dito. E na porta do avião a comissária verifica seu bilhete para indicar sua poltrona.

Preparem as perninhas…
… o portão de embarque para os voos para São Paulo e para o Rio estão bem distantes. O meu portão foi o 46, o que significa, quase 30 minutos a caminhar sem parar. Há esteiras rolantes para os que não gostam de caminhar tanto, mas elas só dão a luz de sua graça depois de uns 15 minutos de caminhada. Por isso, cuidado com o peso da bagagem de mão. Não há carrinhos para transportá-las dentro do aeroporto como é o caso de Barajas em Madri.

Prepare a carteira…
… que aeroporto é caro, todo mundo sabe disso. Então, só para terem os valores actualizados, uma garrafinha de água custou-me €1,20 e um bolo de arroz €1,50. Bem diferente de São Paulo, vamos combinar.

Deixe suas pulseiras, suas correntes e cintos com metais para outra ocasião…
… porque o detector de metais detecta mesmo e é muito chato ter que tirar todas os seus acessórios na frente de toda a gente (mais chato ainda é esperar a pessoa da sua frente tirar e colocar novamente todos seus objectos de metais).

E para finalizar, proteja-se do ar condicionado…
… as aeronaves possuem mantinhas para nos aquecer, mas até sentarmos é um longo período. Portanto, sapatos e roupas confortáveis que sejam próprias tanto para calor como para frio. O ar condicionado deixa o ar mais seco e uma garrafa de água pode ser providencial durante o voo.

E boa viagem!

Um comentário:

  1. Muitos bons conselhos! Isto é serviço público que deveria ser disponibilizado por agentes especificados.
    beijos.

    ResponderExcluir

Os mais lidos