sexta-feira, 7 de outubro de 2011

Uma frutinha especial. O Medronho.

Imagine que ao invés de beber, as pessoas sentassem num bar e só pedissem frutas. Sim, ao invés de uma caipirinha ou uma cervejinha, pedissem apenas uma porção de frutas, “bem maduras, por favor”, diriam os clientes.
Bem, isso ainda não acontece, mas conheci uma frutinha que quando está bem madura pode atingir um grau alcoólico elevado. Essa frutinha é o medronho.


Meu amigo Toninho notou que no caminho do seu trabalho existiam muitos medronheiros, o pé do medronho. E lá fomos nós conferir.

Para minha surpresa, que só conhecia a aguardente proveniente da cana de açúcar, que geralmente é usada para fazer a tradicional caipirinha, e a aguardente feita de arroz, o conhecido saquê, apreciado muito pelos japoneses, descobri que o mundo das aguardentes pode ser muito maior. Exemplo disso, é a aguardente feita do medronho.



Tão apreciada que existe até uma Confraria do Medronho ‘Os Monchiqueiros’, onde é possível encontrar exemplares de aguardentes e seus respectivos pontos de venda. Até no facebook há um grupo chamado Devotos da Aguardente do Medronho, com a história da aguardente e tudo.
Segundo informação do grupo Devotos da Aguardente do Medronho, o medronheiro ocupada 25% do território do concelho de Monchique, localizado no Algarve. Entretanto, devido aos incêndios na região, hoje só existem 1/3 desse valor.



Ficou interessado? No Canto Verde há mais informações sobre o medronheiro e no blog Transição e Permacultura também tem um artigo sobre isso.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Os mais lidos