segunda-feira, 29 de abril de 2013

A realidade é dura. Desemprego em Portugal.

Sempre dei prioridade a artigos que mostrem as delícias e maravilhas de Portugal. Entretanto, ultimamente, muita gente tem me perguntado sobre emprego e se a crise é verdadeira. Pois, infelizmente, a crise e a estagnação são reais no dia-a-dia do cidadão português. O desemprego está atingir taxas assustadoras e o pouco trabalho disponível é disputado por muitas pessoas, sem esperança de salários dignos ou até mesmo, benefícios como transporte, alimentação ou algo desse tipo, como costuma se oferecer no Brasil.
Por isso, deixo aqui o link da revista Visão, que mostra que mais pessoas poderão entrar no desemprego, ou seja, a crise e a estagnação continuam.

http://visao.sapo.pt/milhares-para-o-desemprego=f721125

Viver em Portugal, para mim, é um sonho. Mas a gente precisa ter o pés assentes na terra e a realidade, hoje, é dura. Famílias desempregadas, jovens (entre 20 e 30 anos) que nunca trabalharam, sem esperanças, ambições ou sonhos. Depois da Grécia e da Espanha, Portugal é o terceiro país na União Européia com mais desempregados.
Por isso, como costumo responder aos leitores dos Bules, que desejam iniciar uma nova vida em terras lusitanas, talvez seja momento de esperar por dias melhores.

4 comentários:

  1. Olá Débora,

    Como referiu, a realidade é dura e eu estou nessa faixa etária que referiu e, por isso, sem emprego.
    Precisava de uma informação, se me pudesse ajudar: tenho uma oportunidade de estágio profissional aí em Lisboa, mas como moro no Porto desde que vim do Brasil, passar a viver na capital, sozinha, com 600€ parece um bocado puxado.
    Gostaria que me falasse um pouco sobre o custo de vida aí Lisboa nesses tempos de crise.

    Desde já agradeço a atenção

    ResponderExcluir
  2. Olá Débora, tudo bem? Estou me programando para viver em Lisboa pelos próximos 2 anos. Vou fazer mestrado na UTL. Queria algumas dicas de locais bons (e se possível, baratos) para viver ai. Quais bairros são os mais indicados?
    Adorei o seu blog, e pretendo sempre visitá-lo.
    Abraços,
    Giovana.

    ResponderExcluir
  3. Gi Zulato, os locais mais baratos para morar são ao redor de Lisboa e não na cidade. Os transportes públicos são baratos, confortáveis, limpos, rápidos e eficazes. Só mesmo otário ou vaidoso não usa transporte público. Rapidamente consegue chegar a qualquer destino dentro da chamada "área da grande Lisboa", incluindo a margem Sul do Tejo.
    A UTL é um imenso grupo de faculdades e de institutos espalhados por dentro e por fora de Lisboa. Não é uma universidade convencional, mas sim um consórcio de institutos que estão até a dezenas de kms de distância entre si. Será melhor pensar num alojamento mais perto da sua escola, talvez.
    Não encontrará, de jeito nenhum, uma acomodação confortável por menos de 300 a 400 euros.
    Ultimo conselho: por nada deste mundo troque seu mestrado por outro numa universidade privada, pois o ensino é muito fraco e com professores que não foram aceites nas públicas. As universidade privadas, em Portugal, estão cotadas ao nível de lixo e a verdade é que quem frequentou as privadas e depois foi para as públicas sempre disse que diferença é da noite para o dia.

    ResponderExcluir
  4. Olá estou me planejando para ir p Lisboa com meus filhos para trabalhar. Pois aqui no Brasil a crise esta terrível gostaria de saber quais são as areas q mais pagam por ai pois se necessário for trabalho até na lavoura.

    ResponderExcluir

Os mais lidos